terça-feira, 3 de dezembro de 2013


Passa o vento de outono
derrubando a tarde:
caem torres douradas,
folhas azuis caem.

E passa o tempo louco
derrubando os sonhos:
caem torres de amor,
trêmulas folhas caem.

No vazio cai,
sem fim, meu coração.
Nada pode salvar-me.
Deus sabe que estou morto.

Sobre mim passa um rio
de esquecimento sem remédio.
Acima cruzam flores.
Sei que ninguém me ouve.


Eduardo Carranza
In: Antologia Poética

segunda-feira, 30 de setembro de 2013


PRECE

Dá-me a lucidez das
correntezas para que eu descubra
entre as tristezas que se
avolumam algum
sorriso mesmo
que não seja para mim

Dá-me a serenidade de uma
estrela para que eu imagine
entre as lágrimas que não
me deixam qualquer
paz ainda
que breve

Dá-me a claridade das
luas cheias para que eu invente
entre as angústias que se esparramam um
horizonte mesmo que se transmutem em ilusão

Dá-me a esperança das
árvores para que eu teça
entre as ausências que se
intensificam uma sanidade ainda
que estofada de delírios

Adair Carvalhais Junior

quinta-feira, 8 de agosto de 2013

Tristeza do Infinito, realizada com o apoio da Associação de Amigos do Museu Histórico Nacional, reunindo trinta telas à óleo do artista plástico e restaurador Luiz Fernando de Carvalho Abreu - See more at: http://www.museus.gov.br/revista/museu-historico-nacional-rj-apresenta-a-exposicao-agua/#sthash.RR1RSooE.dpuf
Tristeza do Infinito - Luiz Fernando de Carvalho Abreu

O que desejei às vezes
Diante do teu olhar,
Diante da tua boca!

Quase que choro de pena
Medindo aquela ansiedade
Pela de hoje - que é tão pouca!

Tão pouca que nem existe!

De tudo quanto nós fomos,
Apenas sei que sou triste.

António Tomás Botto (Casal de Concavada, Abrantes, Portugal, 17 de agosto de 1897 - Rio de Janeiro, 16 de março de 1959) - Poeta e contista português, causou polêmica nos meios religiosos conservadores em Portugal quando publicou o livro Canções. Também foi amigo de Fernando Pessoa. Mudou para São Paulo e depois para o Rio de Janeiro, onde morreu atropelado.

*Poema extraído do Blog de Ricardo Noblat
Tristeza do Infinito, realizada com o apoio da Associação de Amigos do Museu Histórico Nacional, reunindo trinta telas à óleo do artista plástico e restaurador Luiz Fernando de Carvalho Abreu - See more at: http://www.museus.gov.br/revista/museu-historico-nacional-rj-apresenta-a-exposicao-agua/#sthash.RR1RSooE.dpuf
Tristeza do Infinito, realizada com o apoio da Associação de Amigos do Museu Histórico Nacional, reunindo trinta telas à óleo do artista plástico e restaurador Luiz Fernando de Carvalho Abreu - See more at: http://www.museus.gov.br/revista/museu-historico-nacional-rj-apresenta-a-exposicao-agua/#sthash.RR1RSooE.dpuf

sexta-feira, 12 de julho de 2013



"Não se afobe, não
Que nada é pra já
Amores serão sempre amáveis
Futuros amantes, quiçá
Se amarão sem saber
Com o amor que eu um dia
Deixei pra você"

Chico Buarque

sábado, 8 de junho de 2013

quinta-feira, 30 de maio de 2013



No ponto onde o silêncio e a solidão
Se cruzam com a noite e com o frio,
Esperei como quem espera em vão,
Tão nítido e preciso era o vazio.


Sophia de Mello B. Andresen

segunda-feira, 15 de abril de 2013



Love... It surrounds every being and extends slowly to embrace all that shall be.

 Gibran Khalil Gibran

segunda-feira, 1 de abril de 2013

Cordilheira dos Andes - Peru/Fev. 2013



Ta olhando o que? 

O céu.

Por quê?

Quero ver se encontro ela.

Ela é estrela?

Não é não!

Se chamar ela vem? 

Quem dera viesse...

Por que quer que ela venha?

Porque tô com uma dor estranha

Onde?

Aqui dentro, acho que é no coração.

 
Mariza Lourenço

quarta-feira, 20 de março de 2013



Have you seen her all in gold
Like a queen in days of old
She shoots colors all around
Like a sunset going down
Have you seen the lady fairer

She comes in colors everywhere;
She combs her hair
She's like a rainbow
Coming colors in the air
Oh, everywhere 
She comes in colors
  
 
She's A Rainbow - The Rolling Stones

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013



(...)Porque eu a deixei
Por que eu a deixei?
Não sei
Eu só sei que ela se foi


Julieta Venegas ft. Marisa Monte - Ilusión

quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013

terça-feira, 8 de janeiro de 2013

 
 
Digo teu nome para mim baixinho
Iludindo a saudade e a solidão...

 J. G. de Araujo Jorge