sexta-feira, 13 de agosto de 2010



REFLEXÕES

Um barco passa ao longe
Na linha do horizonte.

Passa o tempo,
uma alegria, alguns sorrisos
Muitos sonhos, algumas dores
Muitos amores, poucas verdades

Um adeus,
algumas lagrimas, recordações
como no horizonte ao pôr-do-sol
Vão se esfumando as lembranças

Que importa se desce a sombra
Se tudo já é passado.
Navega comigo,
Até que a noite desapareça.

Anna Carlini
Portugal, Porto-1949

2 comentários:

Maria Madalena Schuck disse...

Que surpresa para mim encontrar um poema de minha bisavó portuguesa, aqui em seu blog!
Fiquei muito emocionada.
Muito grata, grande abraço
Maria Madalena

Poesias Li(ndíssimas) disse...

Nossa!!! Fico muito feliz que tenha gostado, sigo e leio seus blogs há algum tempo, é de muito bom gosto todas as escritas que lá estão.

Estou muito feliz mesmo
Obrigado.